文字サイズ
縮小
標準
拡大
  • 色合いの変更
  • Foreign Language
  • 携帯サイト
  • 検索方法
  • サイトマップ
  • 組織案内

ホーム > 観光・文化・スポーツ > 観光 > 「国宝高岡山瑞龍寺」青銅鋳造模型について(Português)

ここから本文です。

更新日:2017年12月4日

「国宝高岡山瑞龍寺」青銅鋳造模型について(Português)

zenkei

sanmonbutudenhatto

soumontousuzendou

O Templo Zuiryuji

Maeda Toshiie, senhor da primeira geração do clã Kaga Maeda, desde a época em que era senhor feudal em Echizenfuchu, era profundamente devoto ao monge Daito Keijo do templo Hoenji situado perto do castelo Fuchujo. Consequentemente, nas ocasiões em que se mudou do castelo de Nanao para o de Kanazawa, construiu templos nomeando-os também de Hoenji nos arredores de tais castelos.

Maeda Toshinaga, senhor da segunda geração, no ano 10 do período Keicho (1605), cedeu a chefia da família a seu irmão por parte de pai e 30 anos mais novo, Toshitsune, e reformou-se jovem aos 44 anos. Nos seus últimos anos de vida, ao mudar-se de Kanazawa para Toyama, seguiu o exemplo de Toshiie e construiu um templo Hoenji perto do castelo Toyamajo, porém devido a um incêndio ocorrido no mesmo castelo, mudou-se para Takaoka, trazendo o templo Hoenji após ter construído o castelo Takaokajo. Esse foi o predecessor do atual templo Zuiryuji. Nesse templo foram realizados os serviços religiosos para Toshiie e as cerimônias fúnebres de Oda Nobunaga e Oda Nobutada.

No ano 19 do período Keicho (1614), o templo Hoenji de Takaoka torna-se o mausoléu de Toshinaga após sua morte e ao ser realizada sua cerimônia fúnebre. Após ter o nome mudado para Zuiryuin em homenagem ao nome de batismo de Toshinaga cujo qual era Zuiryuin’denseizan’endan’daikoji, o mesmo foi renomeado como Zuiryuji.

Toshitsune, senhor da terceira geração, ao receber ainda jovem o reino da região Kaga’hyakunijuman’goku, sentiu-se profundamente agradecido e decidiu construir a grande catedral para a realização de um magnífico memorial para Toshinaga, iniciando a grande reforma do templo Zuiryuin. O famoso carpinteiro do feudo de Kaga, Yamagami Zen’emon Yoshihiro, tornou-se o carpinteiro chefe da reforma que durou desde o período Shoho até o 50º aniversário da morte de Toshinaga no ano 3 do período Kanbum (1663), totalizando cerca de 20 anos. A disposição das sete catedrais foi baseada no templo Kinzanji da China; estão alinhados verticalmente no centro o portão principal, a porta do templo, o templo budista e o saguão cerimonial; à direita e à esquerda dessas estruturas estão dispostos em posição simétrica os santuários cujas laterais são percorridas por corredores. Essa posição que representa o corpo humano (Buda) tem origem na representação da escola budista Zen. Naquela época, as trincheiras corriam em volta do castelo como uma muralha.

Devido ao incêndio ocorrido no ano 3 do período Enkyo (1746), a catedral teve sua metade frontal destruída pelo fogo, sendo reconstruída posteriormente. Durante o período Edo, o templo foi protegido pelo feudo de Kaga, porém, com a abolição do sistema feudal e a entrada em vigor do sistema de províncias ocorrida no período Meiji, ao perder a proteção da Família Maeda, o templo fica em situação crítica; o sanitário e o lavatório existentes na época foram desmontados e tiveram suas peças vendidas (não foram reconstruídos até os dias atuais, porém estão incluídos nesta reconstituição).

A arquitetura do templo Zuiryuji recebeu excelente avaliação como templo da escola budista Zen, a partir de 1985 foi realizada uma restauração em grande escala que durou 10 anos e, em 1997, a porta do templo, o santuário budista e o saguão cerimonial foram tombados como patrimônio nacional. Já o portal principal, a sala de meditação, a cozinha, a casa de chá, o corredor principal, o corredor norte, o corredor sudeste e o corredor sudoeste foram tombados como importante patrimônio cultural.

Takaoka Doki (Utensílios de Cobre de Takaoka)

No ano 14 do período Keicho (1609), Maeda Toshinaga, o segundo senhor do feudo de Kaga, adentrou no castelo Takaokajo fundando o vilarejo de Takaoka. Em seguida, como parte do planejamento industrial que visava a desenvolver o vilarejo ao redor do castelo, no ano 16 do mesmo período (1611), foram chamados sete artesãos que dominavam o processo da arte de fundição Kawachitan’nan a virem a Nishibu Kanaya (atual localização de Takaoka-shi Toide Nishibu-kanaya). A instalação da fábrica de fundição na atual Kanaya-machi deu início ao Takaoka Doki.

Inicialmente os artesãos cunhavam utensílios de uso cotidiano como panelas e caldeirões de ferro, porém, em pouco tempo, passaram a fazer a fundição de vários metais como bronze e latão. No ano 20 do período Keicho (1615), com a Lei Ikoku’ichijorei (permitindo que cada feudo possuísse apenas um castelo), o castelo Takaokajo foi destruído tendo apenas 6 anos, porém Toshitsune, o senhor da terceira geração, planejava converter o vilarejo de Takaoka em uma cidade comércio-industrial. Incluía-se entre as medidas políticas a preservação dos artesãos, tal medida desenvolveu o Takaoka Doki e trouxe prosperidade para o vilarejo de Takaoka.

No início do período Meiji (segunda metade do século 19), os artesãos (ourives) que perderam seu trabalho com o decreto da Lei Haitorei (proibindo o uso de espadas) entram na indústria de utensílios de cobre, mudando o foco da produção, que era de utensílios de uso cotidiano, para obras de artesanato. O Takaoka Doki, elaborado com primor e sofisticada combinação de cores, foi exibido nas exposições mundiais da época em vários países e, ao receber muitos prêmios, aumentou sua fama como obra de arte.

Porém, com o início da Guerra do Pacífico, devido à falta de matéria-prima como cobre e ferro, a indústria do Takaoka Doki fica à beira da destruição. Os artesãos produziam peças de alumínio em fábricas sob demanda militar. Posteriormente essa técnica tornou-se o elo entre a produção de panelas e caldeirões de alumínio em Takaoka e a oportunidade de desenvolvimento da indústria de alumínio na Província de Toyama. Após a guerra, na segunda metade dos anos 20 do período Showa, a produção de utensílios de cobre finalmente é reiniciada e, juntamente com o crescimento da economia japonesa, aumenta a demanda por utensílios de cobre.

Sendo corroborada através de um longo período herdando técnicas tradicionais e força de espírito, o Takaoka Doki é primeiramente designado no ano 50 do período Showa (1975) como “Obras Tradicionais de Artesanato Nacional” e no ano 54 do mesmo período (1979), recebe a designação de “Região de Produção Especial”. Além disso, a partir do ano 51 do período Showa (1976), inicia-se a construção da área industrial de Takaoka Doki Danchi no bairro Toide e muitos fabricantes de utensílios de cobre mudam-se de Kanaya-machi para a nova área industrial.

Atualmente, no que se refere a obras de artesanato, a fundição de ligas de cobre desenvolveu-se a ponto de atingir uma honrosa participação em 90% da produção do mercado nacional. Na lista de artigos encontram-se utensílios que vão desde adornos (utilizados na arte da cerimônia do chá e vasos de flores) a estátuas, bustos, monumentos e acessórios para altares e sinos de templos budistas.

Este modelo em escala 1:100 do patrimônio nacional Takaokazan Zuiryuji foi fabricado através da técnica extremamente aprimorada em bronze do Takaoka Doki.

お問い合わせ

産業振興部観光交流課

富山県高岡市広小路7-50

電話番号:0766-20-1301

ファックス:0766-20-1496